segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Opostos necessários





E quanto mais o tempo passa mais possuo a certeza de que a vida é feita única e exclusivamente de momentos, bons ou ruins, que por uma fração ou porção de segundos penetram em nossa alma fazendo–se eternos e distinguindo-nos das milhares de histórias de todos os demais seres, nos tornando especiais.

“É somente no fundo do poço que se encontra água limpa”, para hoje dizer que estou feliz, que estou em paz foi necessário conhecer seus opostos... E como tudo, trago a lição de que dias de tempestades acabam, assim como os dias de sol, mas que sobretudo seria impossível a existência de um se houvesse a ausência do outro...



“Se você está no chão e olha para a terra, ela parece muito grande. Se esta em um parquinho e se abaixa, com o rosto perto do chão, como se estivesse procurando alguma coisa bem pequena, ela parece maior ainda. Há quilômetros de concreto indo para a frente e quilômetros de céu indo para cima e quilômetros de nada indo para lugar nenhum no meio. Os meninos jogando futebol são gigantes, a bola é um planeta, as meninas pulando são árvores arrancando as raízes e cada giro da corda a terra treme. Mas se você olha do céu, os meninos e as meninas e a bola e a corda parecem menores que moscas.”
(A Menina que Fazia Nevar - ,Grace MacCleen)

Um comentário:

  1. Incrível seu post! Adorei. É tudo uma questão de ponto de vista, mesmo!

    ResponderExcluir